28 de ago de 2014

Notícias da defesa da pesquisa "Pedagogias da animação: professores criando filmes com seus alunos na escola"

Momento da defesa

No dia 18 de agosto tivemos mais uma defesa de mestrado em nosso grupo. A aluna Joana Milliet defendeu sua dissertação intitulada Pedagogias da animação: professores criando filmes com seus alunos na escola.
A sala de mestrado ficou lotada com a plateia interessada no trabalho. Na banca estavam presentes as professoras Carmen Sanches (UNIRIO), Adriana Frequet (UFRJ), o professor Pedro Garcia (UCP), além da orientadora da pesquisa, Adriana Hoffmann Fernandes.
Ouvindo os comentários da banca

O objetivo principal da pesquisa foi pensar sobre a possível criação de uma pedagogia da animação por parte de professores que realizam filmes de animação com seus alunos na escola. O termo pedagogia da animação, surge do pressuposto de que há gestos pedagógicos nos modos de fazer cinema e que cada professor desenvolve uma pedagogia própria a partir das escolhas feitas durante o processo de criação dos filmes de animação com seus alunos.   
A pesquisa realizada teve como sujeitos quatro professoras da rede municipal de educação do Rio de Janeiro que produzem filmes de animação com seus alunos em suas escolas. A metodologia utilizada foi a pesquisa-intervenção, baseada em entrevistas semiestruturadas e relatos feitos pelos professores sobre o desenvolvimento das animações; dinâmicas propostas ao grupo de professores durante encontros presenciais, entrevistas e textos das professoras já publicados sobre o assunto, sempre em diálogo com os filmes produzidos.
Joana com duas das professoras que participaram da sua pesquisa

A análise dos processos de realização dos filmes procurou enfatizar as sutilezas criadas pelos professores em suas formas de trabalho muito próprias, que geraram suas pedagogias da animação. A pesquisa buscou pensar a dimensão formativa do cinema no contexto escolar, foco das discussões em nosso grupo de pesquisa. Dimensão essa que pode ser percebida em diferentes ações, por diversos caminhos, mas que na pesquisa proposta se deu através do olhar sobre invenções e escolhas capitais dos professores para proporcionar a criação de filmes de animação na escola.
Entre os principais achados da pesquisa, destaca-se: as novas formas possíveis de narrar na contemporaneidade – sendo a narrativa elemento constituidor da dimensão humana; o intercâmbio de experiências entre professores e alunos – propiciado pelo fazer coletivo e a existência de um tempo e trabalho partilhados em um mesmo universo de prática e linguagem; as invenções de diferentes tempos e espaços na escola – mexendo com a ordem estabelecida no sistema escolar; que o professor pode também exercer um outro papel, diferente do estabelecido na hierarquia escolar, alguém que acompanha os alunos nas descobertas e corre riscos com eles e, finalmente, o cinema como elemento que deve estar na escola porque propicia a formação dos alunos.


            A banca ressaltou a qualidade do trabalho apresentado, destacando o texto bem escrito, a costura feita a partir dos achados no campo, a apresentação da metodologia, ressaltando que pode servir de inspiração para outros pesquisadores, além da importância do tema e do diálogo com os professores sujeitos da pesquisa para o campo da educação. A dissertação foi aprovada e recomendada para publicação.
Carmen Sanches (UNIRIO), sua orientadora da pesquisa, Adriana Hoffmann Fernandes, Joana, Adriana Frequet (UFRJ) e o professor Pedro Garcia (UCP)
Joana Milliet

Nenhum comentário: