3 de jul de 2011

Debates iniciais sobre narrativas

Em nossos últimos encontros, estivemos discutindo o conceito de narrativas, que afinal permeia o processo teórico-metodológico de nosso estudo sobre cinema e educação. Tendo como ênfase o conceito de Walter Benjamin que entende a narrativa como marca das experiências dos sujeitos lemos e discutimos o texto O narrador, que certamente irá ser mais estudado e aprofundado. 
Contudo, vale ressaltar que esta leitura ainda causa divergência de pontos de vista e interesse entre os membros do grupo de pesquisa como percebido em nossa última discussão sobre este texto. As participantes Mirna e Maysa situaram o pensamento do filósofo para  os tempos atuais, no que Benjamin sinaliza para o detrimento da figura do narrador pelo capitalismo por sua lógica de reprodução. Segundo elas levantaram, o surgimento da imprensa para Benjamin pode ser entendido tambem com as novas formas de relação construídas pela internet, no que se refere ao enfraquecimento da narração. Aldenira parece nao concordar muito com essa ideia, pois para ela podemos pensar numa outra concepçao de narrativa que se constrói que não se limitam apenas a narrativa oral, como é pensada por Benjamin.
Vemos que ainda há muitas ideias a serem construídas e compartilhadas, mas como nos lembra Adriana o objetivo ao discutirmos o texto na reunião é começar a pensar como a narrativa que é pensada por Benjamin pode orientar nosso percurso de pesquisa. 

Postado por: Thamyres Dalethese 

Um comentário:

Adriana Hoffmann disse...

Muito bom Thamyres!!!
Beijos,
Adriana